Qual a melhor maneira de higienizar a língua e como evitar ânsia de vômito durante a escovação

Os raspadores de língua são eficazes na redução da halitose, pelo menos em curto prazo. Porém, uma escova dental pode funcionar tão bem quanto o raspador, desde que você se lembre de escovar a parte média e posterior da língua, onde as populações microbianas podem ser especialmente altas. Se você achar que escovar ou raspar a língua provoca ânsia de vômito, recomenda-se que você segure a língua com a mão livre. Estabilizar um pouco a língua facilita a raspagem ou a escovação da superfície. Embora escovar a língua não tenha um efeito duradouro sobre o mau hálito, esse é um passo importante para manter a boca toda saudável. Ressaltando que o mau hálito pode ser sinal de um problema de saúde, como uma infecção do trato respiratório, sinusite crônica, diabetes, distúrbio gastrintestinal e doenças de fígado ou rins.

Continue lendo “Qual a melhor maneira de higienizar a língua e como evitar ânsia de vômito durante a escovação”

Como clarear os dentes com produtos naturais?

Atualmente, os tratamentos odontológicos para deixar os dentes brancos e reluzentes estão em alta. Porém, tais tratamentos geralmente são realizados com produtos invasivos que acabam por danificar o recobrimento dos conjuntos dentários, um dano muitas vezes irreversível.

Logo, não vale a pena chegarmos a um ponto tão extremo. Se o que desejamos é exibir dentes brancos, não devemos deixar de provar alguns excelentes produtos naturais, alguns dos quais falaremos nesse artigo. Confira.

Continue lendo “Como clarear os dentes com produtos naturais?”

8 dicas para conviver bem com o aparelho

Para não se intimidar com o tratamento ortodôntico basta saber alguns truques. É possível conviver bem com o aparelho e amenizar as saias justas no dia a dia.

Vale checar no espelho
Seu chefe te avisa de um almoço de negócios com o diretor ou o convite é para um coquetel super chique. Nada pior do que ficar com comida grudada nos braquetes. Por isso, antes de engatar uma conversa, dê uma passadinha no banheiro e faça um bochecho.
Continue lendo “8 dicas para conviver bem com o aparelho”

Dicas naturais para cuidar mais dos dentes

1. Frutas e legumes
Comer frutas e legumes, especialmente aqueles que são crocantes, é uma excelente ideia para manter os nossos dentes mais limpos e saudáveis. Por incrível que pareça, alimentos tais como cenoura, maçãs e peras são naturalmente abrasivos. Isso significa que, no momento em que os comemos, esses alimentos realizam um polimento nos nossos dentes, eliminando as manchas que podem se alojar ali. Além disso, comer esse tipo de frutas e legumes faz com que nosso organismo produza mais saliva, o que é bom para manter nossos dentes saudáveis, protegendo-os especialmente contra as bactérias.

Continue lendo “Dicas naturais para cuidar mais dos dentes”

Adoçantes: implicações para os dentes e a nutrição

O adoçante substitui o açúcar?
O adoçante é considerado um substituto do açúcar em relação ao paladar, no entanto, é preciso esclarecer que, enquanto o açúcar é calórico, os adoçantes podem ou não conter calorias.

Os adoçantes evitam a cárie dental?
O açúcar ou sacarose é o alimento principal das bactérias que provocam cárie. Os adoçantes não são aproveitados por elas da mesma forma; logo, quando há oferta de adoçantes substituindo a sacarose, o número de bactérias diminui. No entanto, é muito importante lembrar que vários fatores atuam em conjunto para provocar a cárie; assim, a prevenção não pode ser direcionada para um único fator. Além disso, a substituição da sacarose por outros tipos de carboidratos mais complexos (menos utilizados pelas bactérias), seria a escolha mais saudável.

Continue lendo “Adoçantes: implicações para os dentes e a nutrição”

Orientando o paciente – Agentes químicos na manutenção e recuperação da saúde bucal

A placa bacteriana é um dos fatores etiológicos importantes na ocorrência da cárie e doença periodontal, sendo seu controle fundamental para a manutenção da saúde bucal. Placa é uma massa bacteriana mole e branca que se deposita continuamente em camadas na superfície do dente e se apresenta aderida. A remoção dessa placa pode ser feita através da limpeza mecânica dos dentes. Esse procedimento pode ser realizado adequada e satisfatoriamente pelo paciente, desde que esteja em condições normais de saúde geral. Cabe ao cirugião-dentista orientá-lo quanto a técnica de escovação mais indicada, escova, creme dental, fio dental e, se necessário, quanto ao uso de agentes químicos para bochecho especificamente prescritos para cada caso.

Continue lendo “Orientando o paciente – Agentes químicos na manutenção e recuperação da saúde bucal”

AIDS e o Dentista

Existe risco de o paciente se infectar com o vírus da AIDS durante o tratamento odontológico?

Não, desde que os instrumentais que tenham sido utilizados em pacientes com AIDS tenham sido esterilizados corretamente.

Esse tipo de esterilização é um processo complicado?

Não, pois as estufas de calor seco, que todos nós possuímos, são capazes de promover facilmente a destruição do vírus HIV.

Continue lendo “AIDS e o Dentista”

Antibióticos danificam os dentes? Antibiótico causa cárie dentária?

Não. Apesar de freqüentemente pessoas relacionarem a presença de lesões de cárie com o consumo de antibióticos, principalmente durante a infância, os medicamentos antibacterianos não estão entre os fatores causadores da doença cárie dentária.

Por que é comum as pessoas relacionarem o uso de antibióticos com a cárie dentária?
Continue lendo “Antibióticos danificam os dentes? Antibiótico causa cárie dentária?”

Os perigos do piercing na língua

O crescente interesse estético, a autoconfiança cada vez mais requisitada pela “tribos dos adolescentes”, faz com que os jovens por volta dos seus 14 ou 15 anos coloquem piercing em alguma parte de seu corpo. Por isso, é muito comum o piercing na cavidade oral, onde o local de eleição é a língua, com 81%, e no lábio 38,1%. A jóia oral pode estar colocada em um ou múltiplos locais. Aqueles que usam ou que pretendem adquirir um precisam primeiramente saber dos riscos que estão correndo, uma vez que a mucosa da boca é bastante sensível, ao contrário da pele. Portanto, exigirá cuidados especiais, por ser mais vulnerável a lesões.

Continue lendo “Os perigos do piercing na língua”