Saúde – Fio dental é a recomendação para uma higiene completa

O Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP) esclarece a importância do uso do produto e aponta algumas dúvidas sobre a sua utilização na escovação

Um dos maiores aliados da higiene bucal é o fio dental. Ele alcança áreas em que a escova não chega promovendo a total limpeza da boca e por consequência protegendo-a de diversos problemas. Algumas pessoas, no entanto, ainda têm dúvidas em relação a sua utilização e sobre a variedade de modelos encontrados no mercado. Por isso, o Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CROSP) esclarece alguns pontos, lembrando sempre que as melhores orientações devem vir do cirurgião-dentista.30

O fio dental ou fita dental deve ser utilizado em todas as escovações. “O uso deve acontecer após as refeições para remoção de placa bacteriana e restos de alimentos nas faces interproximais ou interdentais onde a escova dental não alcança”, explica a cirurgiã-dentista, Luciana Scaff Vianna, da Câmara Técnica de Periodontia do CROSP.

Para garantir a eficácia na utilização do fio dental, a recomendação é retirar pelo menos 45 centímetros do produto da embalagem. “É para conseguir enrolar uma parte nos dedos, facilitando a ação de limpeza”, aponta a cirurgiã-dentista. Outro ponto importante é nunca reutilizar as partes que já passaram pelos vãos dos dentes.

No mercado o consumidor encontrará diversos tipos de fio dental e, como para todos os produtos de higiene, há sempre uma indicação. Os mais recomendados são os que utilizam a tecnologia PTFE (Politetrafluoretileno), mais conhecido como Teflon. “Não esgarçam, não machucam a gengiva, e têm uma superfície de contato maior com o dente. Na verdade, é uma fita dental (na embalagem vem como fio dental) e o melhor é o sem ser encerado”, avisa ela.

Para quem usa prótese ou aparelho, o fio dental também será de extrema importância na higienização. Tanto é que existem produtos específicos para esses casos. “É composto por três partes. A primeira é a extremidade rígida, que permite sua inserção sob os aparelhos ortodônticos, pontes e espaços interproximais estreitos. Depois vem a rede de fibras esponjosas, que limpa eficazmente as superfícies interproximais. Por fim, temos um fio dental regular para limpeza entre os dentes”, conta a periodontista.

Quando iniciar o uso…

Não existe uma idade exata para iniciar o uso do fio dental. A recomendação é que ele faça parte da higienização assim que a criança começar a apresentar contato interproximal. “É quando os dentes se aproximam e propiciam maior acúmulo de alimentos e retenção do biofilme”, diz a odontopediatra, Silvana Viana Frascino, membro da Câmara Técnica de Odontopediatria do CROSP.

Orientação deve ser individualizada

Crianças e adultos devem sempre recorrer ao profissional da saúde bucal para escolher os melhores produtos de higiene. “O tamanho da boca, dos dentes, a habilidade ou dificuldade, a condição e disposição financeira, serão levados em consideração pelo profissional, já que o mais correto é sempre o atendimento individualizado ao paciente”, ressalta Luciana Scaff Vianna.

“Em uma mesma família podem existir diferentes indicações de produtos”, diz a cirurgiã-dentista, “por isso, as empresas não devem ditar o uso de um ou outro, seja pelo preço, pela propaganda, ou por qualquer outro motivo”, finaliza.

Fonte: http://sintoniasp.blogspot.com

Posts relacionados

Publicado por


Comentários no Facebook