Respiração pela boca pode causar mau hálito

Respirar pelo nariz e soltar pela boca. Você certamente já ouviu essa recomendação em algum lugar. E também já deve ter aprendido durante as aulas de biologia que os seres vivos precisam respirar para viver. O processo de inspirar o oxigênio pelo nariz funciona como um combustível para o nosso corpo, que libera energia para garantir o funcionamento dos nossos órgãos dia e noite. Contudo, é comum encontrarmos muitas pessoas que fazem a respiração de forma errada, pela boca, e não pelo nariz.

Para alguns pode parecer apenas um hábito, mas, na verdade, este é um detalhe que pode vir a trazer malefícios à saúde oral, sabia?! Não por acaso, essa prática pode desencadear problemas como a gengivite, entortar os dentes e até mesmo causar a oxigenação do cérebro. Vamos conhecer um pouco mais desse problema? Respire fundo e vem com a gente!

QUAIS SÃO AS CAUSAS MAIS COMUNS DO MAU HÁLITO?
Segundo a Isrraela, as principais e mais comuns causas do mau hálito estão relacionadas a saúde bucal em 90% dos casos. Ela também explica que doenças como a cáries, doenças gengivais quando não tratadas e saburra lingual (massa composta de células descamadas da boca, bactérias, muco da saliva e restos alimentares que aderem à superfície da língua) são os fatores mais comuns nos sintomas do mau hálito. O ato de respirar através da boca provoca o ressecamento da mesma, o que promove uma descamação excessiva de células da mucosa bucal, ou seja, uma descamação excessiva de “pele” dos lábios e bochechas, e essa “pele” acaba servindo de alimento às bactérias que são responsáveis pelo mau hálito.

QUAIS OS PROBLEMAS BUCAIS QUE SE DESENVOLVEM COM ESSE HÁBITO E QUAIS OS TRATAMENTOS PARA ESSES CASOS?
Os problemas bucais que se desenvolvem a partir desse hábito de respirar pela boca, ocasiona, principalmente, em problemas de sono, ronco e baba ao dormir, além de, inclusive, desencadear deficiências nos ossos da face e posturais. Isrraela esclarece que para eliminar este mau hálito, é preciso ter bons hábitos alimentares: “Coma saladas cruas e fibras e tente manter a boca sempre úmida para que as bactérias não se aproveitem. É importante acima de tudo manter a boa higiene bucal, escovando os dentes e passando o fio dental todos os dias”, explica. Se você tem dúvidas sobre como realizar a higiene bucal corretamente, não deixe de tirar todas as dúvidas com um profissional de sua confiança, tanto sobre a técnica quanto sobre as ferramentas ideias para os seus cuidados e sorria sem medo!

Este artigo tem a contribuição da especialista:
Isrraela Moura Massena – Cirurgiã-dentista
Rio de Janeiro – RJ
CRO-RJ 40985

 

Fonte: Blog Sorrisologia

Publicado por


Comentários no Facebook