Importância e cuidados com o flúor para a saúde bucal infantil

O flúor é importante em todos os momentos da vida, do bebê ao idoso. Apesar disso, ele pode ter dois lados. Quando usado de acordo com as indicações dos dentistas, pode deixar os dentes mais fortes e firmes. Mas seu uso inadequado, tanto no excesso quanto na falta, pode trazer problemas para a saúde bucal infantil. Você sabe quais são os cuidados com esse elemento? Veja aqui algumas indicações sobre a quantidade certa de pasta de dente com flúor e a importância dele.

O flúor dá ao pequeno resistência à cárie
Quando o pequeno ingere alimentos, principalmente açucarados, e não higieniza os dentes corretamente, pode-se dar início a um problema bucal, como a cárie. Esses restos alimentares junto das bactérias presentes na cavidade bucal, resultarão num pH bucal mais ácido e mais suscetível a desmineralização do esmalte dentário, iniciando a cárie. É aí onde entra o flúor! Sua papel é exatamente se incorporar ao esmalte, a primeira superfície do dente, para tornar essa camada mais resistente ao microrganismos.

Quais são os cuidados com o flúor durante a infância?
O flúor pode fazer muito pela saúde bucal de bebês e crianças, mas somente quando usado corretamente, ou seja, na quantidade e concentração adequadas. Para prevenção de doenças devem ser realizadas 2 escovações diárias com pasta fluoretada (sim, fluoretada desde bebês) com concentração entre 1100 e 1450 ppm de flúor. A recomendação pode variar de acordo com a maturidade da criança:

  • Bebês até 10 kg: a quantidade de pasta deve ser do tamanho de um arroz cru;
  • Bebês com mais de 10 Kg: quantidade igual a de um arroz cozido;
  • Crianças que sabem cuspir: quantidade referente a o tamanho de uma ervilha.

Cuidado com o excesso de flúor em bebês e crianças!
Usar pastas de dentes muitas vezes ou usar aquelas com maior quantidade do elemento pode trazer problemas. O excesso de flúor gera complicações sérias, como a intoxicação aguda ou crônica. “Esse excesso pode provocar pigmentações que vão do branco opaco ao marrom, e acometem os dentes que estão sendo formados nesse período”, explica. Por isso é tão importante seguir as recomendações dos dentistas! Nesses casos, o tratamento varia de acordo com a idade do pequeno paciente, mas, no geral, ele pode ser feito com facetas, clareamento ou microabrasão.

A aplicação de flúor nos pequenos é no consultório
Existem casos em que há uma quantidade baixa do elemento, deixando o dente mais frágil do que o comum. Mas, em casa, a única aplicação de flúor permitida é por meio da pasta, na hora da escovação. Qualquer outra situação necessita do acompanhamento do odontopediatra. No consultório, já é diferente, isso pode ser resolvido. Vai de uma breve profilaxia até a aplicação de varizes floreados e pastas dentais com concentração aumentada de flúor. Mas, o especialista é quem vai indicar a necessidade de algum desses procedimentos e conduzi-los.

Fonte: blog Sorrisologia

Publicado por


Comentários no Facebook